data
-- Hora Certa:
Brasileirão 2017: análise 37ª rodada / Corinthians levanta a taça, Ponte é rebaixada e Muralha crucificado
27/11/2017 13:09 em Esportes

Brasileirão 2017 alcança  a penúltima rodada com vandalismo na queda da Ponte Preta em Campinas, erro bisonho do árbitro no jogo que o São Paulo venceu de virada o Coritiba, Muralha com falhas terríveis na derrota do Flamengo para o Santos e a celebração do Corinthians na cerimônia da entrega da taça de campeão. Acompanhe os destaques da rodada que se encerra nesta segunda-feira com Palmeiras x Botafogo no Allianz Parque:

PONTE PRETA, VERGONHA E QUEDA

Não poderia ser pior para a Ponte cair da forma como foi rebaixada neste domingo. Abriu folgada vantagem de dois gols antes dos 20 minutos do primeiro tempo, sinal de que poderia ter vida fácil. Zagueiro Rodrigo estragou tudo ao ser expulso após dar uma dedada em Trelléz, aos 20 minutos do primeiro tempo. O Vitória voltou como um furacão no segundo tempo e empatou o jogo, com gols aos 12 e 16 minutos. Aos 36, time baiano consumou a virada. Enfurecidos, dezenas de torcedores arrombaram o alambrado e partiram para cima dos jogadores. A PM desceu o cassetete. Jogo ficou paralisado por 50 minutos até o árbitro encerrar por falta de segurança e com a derrota da Ponte. Resultado que rebaixa time de Campinas para Série B depois de cinco anos na Série A. Ponte se junta a Atlético-GO, que havia caído na rodada anterior.


MURALHA NA CRUZ E FLAMENGO PENDURADO

Flamengo não fazia um bom jogo contra o Santos até conseguir um gol com Marcos Paquetá. Seria momento de acalmar o time e buscar algo mais valioso. Muralha tratou de acabar com a euforia e, pior, transformar a Ilha do Urubu em um calvário. Se possível fosse, torcedores jogariam pedras no goleiro e fincariam pregos nas suas mãos. Tudo porque ele tentou driblar Ricardo Oliveira, em bola recuada por Rafael Vaz. Perdeu a bola para Ricardo Oliveira que serviu para Bruno Henrique mandar para o gol. O empate desestabilizou ainda mais o Flamengo que martelou até Muralha falhar de novo em chute de Artur Gomes no segundo gol do Santos. A virada garantiu ao time santista a classificação na fase grupos da Libertadores. E o Flamengo vê a pressão aumentar na decisão de vaga à final da Copa Sul-Americana contra o Junior Barranquilla, quarta-feira.

CORITIBA NÃO SE VIRA NEM COM AJUDA DA ARBITRAGEM

Em situação complicada na corrida desesperada contra o rebaixamento, Coritiba contou com ajuda generosa da arbitragem de Anderson Daronco que deu pênalti inexistente em Thiago Real no primeiro tempo – goleiro Wilson bateu e converteu. Beneficiado por esse empurrão amigo do juiz, time paranaense não conseguiu parar o São Paulo desfalcado de Petros, Hernanes e Pratto. Garoto Shaylon em dois lances de bola parada resolveu o jogo a favor do São Paulo: serviu Militão no primeiro gol e deu sorte ao ver Galdezani marcar contra em bola alçada a Rodrigo Caio. A derrota deixa Coritiba em situação delicada. Com 43 pontos, tem de vencer a Chapecoense, que briga por vaga na pré-Libertadores, na Arena Condá. Se vencer, escapa da queda.

QUATRO LUTAM CONTRA DEGOLA

Sport, Vitória, Coritiba e Avaí chegam na última rodada ameaçados pelo rebaixamento. Dos quatro, dois vão cair. Sport respira por aparelhos ao vencer o Fluminense no Maracanã no sábado por 2 a 1 – dois gols de André. Na última rodada recebe o Corinthians com apenas dois titulares – Cassio e Jô. Tem de vencer e ainda torcer por derrota de Coritiba ou Vitória. A situação do Vitória parece mais tranquila. Tem de vencer o atordoado Flamengo, envolvido na Copa Sul-Americana, no Barradão. Coritiba escapa se derrotar a difícil Chapecoense fora de casa. E o Avaí tem de passar pelo Santos na Vila Belmiro e ainda torcer por derrotas de seu concorrentes. Desespero é pouco.

FESTA AO CAMPEÃO CORINTHIANS E ALERTA CONTRA DESMANCHE

Preocupação do Corinthians nem era o adversário, o Atlético-MG no Itaquerão. Campeão queria mesmo era fazer a festa com torcida no jogo de entrega da taça e das medalhas e pensar em 2018. Saiu perdendo, virou o jogo e cedeu o empate no fim – 2 a 2 – com direito a belos gols de Otero, Jadson, Marquinhos Gabriel e Fred.  Tudo certo, sem problemas. O duro agora é evitar as perdas. Zagueiro Pablo está fora e foi barrado na festa. Arana já é do Sevilla. Cassio também pode sair. Jô aguarda proposta oficial da Europa. Com a palavra, Fabio Carille: “Estamos arriscados a perder mais jogdores… Até o fim do ano, (chegarão reforços) sim. Muita coisa está acontecendo, nada oficial. A partir do momento que vão se confirmando as saídas, temos de acelerar para chegar em 3 de janeiro com 90% do elenco definido, porque no dia 17 começa o campeonato. O mês de dezembro vai ser de muito trabalho, vão chegar jogadores”.

Fonte: Carta Capítal

 
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!