data
-- Hora Certa:
"Pacote de maldades" de Mauro sofrerá resistência para ser aprovado
10/01/2019 09:47 em Politíca

pacote de maldades, denominado 'pacto por Mato Grosso', a ser encaminhado pelo governo Mauro Mendes à Assembleia Legislativa, que tem em seu escopo aumento de impostos e corte de benefícios, deve encontrar resistência em setores da sociedade.

O próprio presidente da AL, Eduardo Botelho (DEM), disse que embora tenha havido celeridade na elaboração das medidas - "Eles foram rápidos, em 6 dias já apresentaram uma proposta" - pondera que, talvez, não seja votado com a mesma rapidez.

"Vai ter resistência de todos os lados. O agro está resistindo, o Fórum [Sindical] quer que pague em dia, os poderes querem aumento. Isso é normal, mas tem que entender que não tem dinheiro. A saúde terminou o ano devendo R$ 600 milhões, ninguém está entregando medicamento, comida de presídio está atrasado, viatura alugada está atrasado. Vai tirar de onde?! Vamos deixar de pagar locação de carro? Aí não tem viatura na rua. Essa é a realidade que estamos enfrentando”, disse Botelho ao periódioco A Gazeta.

Muvuca Popular

Entre as medidas propostas pelo novo governo, está o substitutivo da Lei Orçamentária Anual (LOA 2019), que prevê redução de duodécimos à Assembleia Legislativa e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE); a reforma administrativa, que prevê cortes em servidores, secretarias e empresas públicas; o Fethab 2 (Fundo Estadual de Transporte e Habitação), que prevê arrecadação de R$ 1,5 bilhão junto ao setor do agronegócio; e ainda uma Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!