data
-- Hora Certa:
Deputado Ulysses tem até esta semana para definir uso da VI
11/02/2019 09:06 em Politíca

Para quem construiu candidatura em cima do discurso do combate a corrupção e ao corte dos privilegios da classe política, sendo eleito graças a esse discurso, agora tem que se posicionar, ou ir contra seu discurso, após chegar ao poder.

 

O deputado estadual Ulysses Moraes (DC) precisa decidir até o final desta semana se irá devolver o dinheiro que recebe a título de verba indenizatória (VI) da Assembleia Legislativa (ALMT).

Os parlamentares precisam informar à primeira secretaria se querem receber, ou não, a verba de mais de R$ 60 mil.

Ulysses foi eleito com a promessa de que abriria mão da VI, sendo grande a expectativa dos eleitores, se realmente, o novato irá cumprir com o discurso de campanha, que inclusive foi sua principal bandeira.

Conforme lei de autoria do deputado estadual Max Russi (PSB), aqueles parlamentares que não concordarem com o valor da verba indenizatória poderão devolver parte ou todo do benefício, que será destinado a Sala da Mulher, que aplicará o recurso em projetos sociais.

Contudo, os deputados que decidirem devolver a VI, não poderão voltar atrás da sua decisão. Isto porque, a renúncia é irretratável no decorrer do mandato. Por conta disso, os deputados deverão tomar esta decisão já no início do ano.

Porém, a Lei foi criticada pelo deputado Ulysses, que alegou que o recurso será destinado para assistencialismo, e apresentará um projeto de sua autoria, para reduzir apenas 50% do valor da VI.

Cada deputado recebe R$ 65 mil de verba indenizatória. O valor é uma forma de ressarcir os deputados por gastos com atividades no exercício do mandato.

Um levantamento realizado pela ONG “Transparência Brasil” aponta que a VI paga aos deputados estaduais de Mato Grosso é disparada a mais alta do país, superando em 30% a segunda maior, destinada aos deputados de Roraima, no valor de R$ 50.000,00. Ainda segundo o levantamento realizado pela ONG, a média registrada do valor das verbas indenizatórias é de R$ 31.800,00.

Muvuca Popular.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!