data
-- Hora Certa:
Câncer de Prostáta: Proteja-se contra este e outros males masculinos naturalmente
23/03/2016 11:04 em Saúde

 

Daniel Amstalden , Diretor JOLIVI.

Quando se fala em próstata, a primeira palavra que vem à cabeça dos homens é câncer.

Pudera. O último relatório do Instituto Nacional do Câncer ( Inca) mostra que este tipo de tumor maligno é um dos mais incidentes no sexo masculino, atrás apenas do câncer de pele não melanoma.

Para 2016, a projeção é que 8 brasileiros recebam este diagnóstico por hora, totalizando 61.200 novas notificações de tumor prostático.

Bati um papo com o urologista Rodrigo Pagani, médico consultor da Jolivi, e ele me disse que, além desta condição de saúde que tanto nos tira o sono, existem outros problemas prostáticos até mais incidentes do que o câncer.

Um bem comum é a hiperplasia da próstata. Em outras palavras, significa que a próstata está grande demais.

Fiquei encanado com isso porque, até então, nem imaginava que existia um tamanho ideal para a nossa próstata. Mais do que isso: não tinha nem noção de que um crescimento poderia ser ruim e ameaçar a nossa saúde.

Pensando nisso, perguntei para o Dr. Rodrigo se era possível ajudar meus familiares e meus amigos a identificarem se há “alguma coisa está fora da ordem” sobre o tamanho da próstata.

Ele sugeriu um quiz, baseado em um modelo que tem ajudado homens do mundo todo a identificarem se há algum sinal de problema. 

Faça o teste e descubra se sua próstata está em risco
 
 

 

As perguntas são baseadas em um teste internacionalmente usado, chamado Escore Internacional de Sintomas Prostático ( IPSS - sigla em inglês para International Prostate Symptom Score).

O seu resultado pode ter sido “Baixo”, “Moderado” ou “Alto risco”

Mas independentemente de qual tenha sido a sua pontuação, a minha sugestão é que, após a realização do teste, você volte para esta leitura.

Hoje, neste relatório do Homem de Ferro, vou abordar as estratégias preventivas e naturais que protegem a sua próstata, tanto do câncer quanto da hiperplasia prostática.

E tudo isso pode ser feito, de preferência, antes de aparecer qualquer sinal que indica perigo.

Antes de continuar, preciso só fazer um alerta: o teste que sugerimos acima não anula a importância da visita ao médico e nem substitui o controverso exame do toque retal caso ele seja indicado para você.

Se para hiperplasia prostática há sinais que denotam o crescimento, para o câncer a evolução pode ser completamente silenciosa.

Não dá para vacilar.


Muito, muito, muito medo dela

 

Primeiro, uma verdade: não conheço nenhum homem que não tenha medo de algum mal acometer a sua próstata, mas conheço inúmeros que nunca nem pensaram em prevenção.
E, se nós formos bem sinceros, vamos assumir que o nosso maior temor é porque - além do câncer - dá um frio na espinha só de pensar no risco do V8 não funcionar na hora H.
Existe uma máxima de que todo e qualquer problema na próstata, seja ele hiperplasia ou câncer, vai terminar em impotência. E uma das razões disso é que alguns tratamentos tradicionais, de fato, podem comprometer a ereção.
É bom dizer que isso se dá, principalmente, porque nós erramos feio.
Porque sofremos da teimosia nacional de só pensar no problema quando ele aparece. Com isso, quando procuramos ajuda médica, as coisas já estão fora de controle e o tratamento oferecido é extremamente agressivo.
É hora de trocar o óleo

É fato que muitas vezes, devido ao tamanho do tumor prostático ou da escolha medicamentosa para tratar a próstata grande, há risco de ter impacto na capacidade erétil do pênis.
Mas, além desta sequela não ocorrer em 100% dos casos, muitas vezes é por medo deste efeito colateral que muitos homens acabam distantes das estratégias preventivas da saúde prostática.
Se a gente for pensar, não é só culpa da nossa “pirraça”.
Somos todos muito estimulados, por belas propagandas de todos os tipos de medicamentos, a acreditar que a única saída que existe para combater doenças é o caminho até a farmácia.
A questão toda é que nos estabelecimentos farmacêuticos só encontramos opções para tentar resolver um problema já instalado.
É como se você só fosse trocar o óleo do carro quando o motor parasse de funcionar. Imagina o prejuízo...
O fato consumado é que ainda não inventaram nada melhor para a vida com qualidade e com bom desempenho físico, cognitivo e sexual do que o caminho preventivo.
Por isso, o propósito do Homem de Ferro é focar nas estratégias que blindam a saúde masculina e que convençam os homens de que a vovó sempre esteve certa: prevenir é mesmo muito melhor do que remediar.

Seguindo em frente...


Por que a bexiga é a primeira a gritar?


Antes de falar sobre o que pode te ajudar a prevenir a saúde da próstata e do seu órgão sexual, é preciso explicar um pouco sobre os sinais identificados no teste e que indicam descompasso do tamanho prostático.
Você deve ter reparado que, no quiz, a maior parte das perguntas é com relação à urina, certo?
Isso ocorre porque, segundo o que me explicou Dr. Rodrigo Pagani, a bexiga é quem costuma avisar sobre a situação de hiperplasia prostática.
“Dentro do corpo, a próstata é localizada logo abaixo da bexiga. Isso significa que, quando a próstata cresce, ocorre um comprometimento do nosso reservatório (a bexiga), ampliando a necessidade de fazer xixi” - explica o nosso consultor.
Mas Dr., se a minha próstata estiver grande significa que eu vou ter câncer?
NÃO. Nem toda a próstata aumentada significa tumor.
“Mas os impactos da hiperplasia podem ser muito ruins e irem além das idas constantes ao banheiro”, diz Rodrigo Pagani.
“A próstata vai crescendo e exigindo que a bexiga precise fazer mais força para urinar. O órgão, portanto, pode ficar mais “musculoso”. Com essa rigidez, a bexiga fica mais suscetível à formação de divertículos, aos cálculos e à dor. Pode ocorrer um comprometimento da função renal por causa das infecções constantes e até chegar à falência total da bexiga”, finalizou nosso consultor.
Aí você me pergunta: e o que faz a próstata crescer?
Dr. Rodrigo diz que o fato mais influente no crescimento da próstata é a idade.
Sim, o envelhecimento é a principal razão para fazer com que esta parte do corpo tenha um crescimento fora da curva.
A próstata tem receptores e glândulas.
Com o envelhecimento acontece uma elevação dos níveis de estrogênio (chamado de hormônio feminino), o que acarreta um descompasso e faz com que o órgão fique mais sensível à testosterona, conhecida como hormônio masculino.
Essa maior sensibilização estimula o crescimento, sendo a causa da hiperplasia prostática.

Se voce quiser receber dicas de sáude gratuitas asine a  newslwtter, acesse: jolivi.com.br.

 

fonte: Jolivi.com.br

COMENTÁRIOS