data
-- Hora Certa:
PcdoB pode fazer coligação histórica com DEM para derrotar Taques na urnas
18/04/2018 14:08 em Tecnologia

Comunistas e liberais em Mato Grosso podem fazer uma aliança inédita no Estado.

secretário geral do PCdoB Mato Grosso, Miranda Muniz, negou que o partido tenha fechado acordo com o Democratas para as eleições de outubro. No entanto, ele ponderou que há conversas nesse sentido e que uma eventual aliança, no período das convenções, não está descartada.

Mas por enquanto, conforme Muniz, o foco principal é unir os partidos do campo da esquerda ou centro-esquerda, no caso PcdoB, PT, PDT e PSB. Atualmente o PSB está alinhado com o governo Pedro Taques (PSDB), mas Muniz acredita que muita coisa ainda vai acontecer até o período das convenções, que vão de julho a agosto: “Penso assim porque em âmbito nacional o PSB está com uma candidatura alternativa à presidência, que é o Joaquim Barbosa [ex-ministro do STF]”.

Apensar de estarem ideologicamente em campos opostos, Muniz enfatiza que não seria nada de anormal uma coligação com o Democratas. Ele explica que a união entre comunistas e liberais pode acontecer principalmente para oposição ao projeto de reeleição do governador:

“Mas o Dem também oscila muito. Tem hora que o Jaime fala que o partido está na oposição, mas depois ele diz que uma aliança com o Taques não está descartada. Então eu vejo que os Democratas estão em disputa ainda, e o PSDB ainda tenta trazê-lo para a base governista. Se o Dem for pra situação aí a diálogo acaba de vez”, declarou.

Ainda sobre essa possiblidade de aliança com o Dem, Muniz esclarece que a conversa surgiu depois que o PcdoB participou do almoço na Taberna Portuguesa que reunião os principais partidos da oposição, com a presença do ex-prefeito Mauro Mendes (Dem), o deputado estadual Zeca Viana (PDT) e outras lideranças de peso do Democratas como os irmãos Júlio e Jaime Campos.

Muniz recorda que foi chamado para participar do almoço por Zeca Viana, mas que foi pego de surpresa ao chegar no local e se deparar com as lideranças: “O Zeca não me explicou a situação direito. Aí quando eu cheguei tinha o pessoal do Democratas. Já que eu estava lá, não podia deixar de conversar com os políticos, principalmente respaldado nesse projeto de oposição ao governo Taques”, explicou Muniz.

Muvuca Popular

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!