data
-- Hora Certa:
Ora-pro-nóbis: conheça a carne dos pobres
29/03/2019 08:19 em Saúde

A ora-pro-nóbis é considerada uma planta alimentícia não convencional (PANC). E apesar de ser um vegetal tão rico para a saúde, poucas pessoas conhecem e consomem. Ele faz parte da refeição de muitos mineiros, mas na maioria do Brasil, é apenas usado para decoração de muros, deixando de ser aproveitado em saladas, sucos ou refogados. A flor e os frutos da ora-pro-nóbis também são comestíveis e bem fáceis de plantar.

A planta pode ser da espécie Pereskia Aculeata ou da espécie Pereskia Grandifolia. Antigamente ela era usada para substituir a carne e, por isso, foi apelidada de carne dos pobres. Isso aconteceu porque a ora-pro-nóbis é super rica em proteínas como explica o biólogo Rafael Sposito, Mestre em Ciências Ambientais.

“Falando das propriedades nutricionais dela, sem dúvida que ela é riquíssima em termos nutricionais, tem bastante proteína,  lipídio, cálcio, fócio, ferro, vitamina C, fibra. A ora-pro-nóbis é usada em várias receitas, o pessoal usa em refogados, sopas, mexidos, omelete e pode ser consumida crua, em salada. Então dá pra consumir assim sem nenhum problema. Ela tem uma mucilagem, a folha é meio gordinha, então dá para consumir tanto a folha como o fruto”.

Uma publicação do Ministério da Saúde de 2005, intitulada Alimentos Regionais Brasileiros, descreve a espécie, as características botânicas e mostra a tabela de valor nutricional com opções de receitas utilizando a ora-pro-nóbis, a publicação está disponível online, gratuitamente. Sposito tem experiência com pesquisa em ecologia florestal e etnobotânica junto a comunidades ribeirinhas na Amazônia e fala onde podemos encontrar a planta e a importância de consumi-la.

“Conseguir diversificar alimentação é sempre vantajoso, é importante a gente pensar que existem milhares de espécie vegetais que são comestíveis, a gente não precisaria ficar na dependência de apenas uma dúzia. Quando você diversifica esse consumo, você dá acesso a uma maior quantidade de alimentos. Então no fundo, tem um papel importante até para questão da segurança alimentar, se eu sei que determinada espécie é comestível e de repente ela nasce do meu próprio jardim, porque não? Mais do que isso, se sabemos que além de comestível ela é super nutritiva como é o caso da ora-pro-nóbis, melhor ainda. Então talvez muita gente deixe de consumir plantas alimentícias por não saber que são comestíveis”.

Rafael explica que criou o projeto "Quintais Sagrados", para incentivar o cultivo e o uso culinário, medicinal, ornamental ou ritualístico das plantas. 

“Essa foi uma iniciativa que eu lancei, justamente para aproximar o universo vegetal, natural, mais especificamente o mundo das plantas, das pessoas, principalmente as da cidade grande, dar orientação para o cultivo e uso das plantas com as mais diversas formas de uso. Pode ser alimento, terapêutico com ervas para chá ou até mesmo um uso ritualístico”.

A ora-pro-nóbis pode ser uma das grandes soluções para a alimentação orgânica, pois não precisa de grandes plantações e não requer grande quantidade de água! Além disso, pode ser um alimento muito saboroso e rico para incluir no dia a dia.

Edição: Michele Carvalho - Brasil de Fato

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!