data
-- Hora Certa:
Vereador “marajá” Marcelo Bussiki de Cuiabá ganha R$ 70 mil por mês
15/01/2020 07:53 em Politíca

vereador Marcelo Bussiki (PSB), que ganhou destaque no ano passado ao se posicionar contra o aumento salarial dos servidores e do prefeito de Cuiabá, acumula um rendimento de R$70 mil por mês.

O parlamentar, que recebe R$15 mil da Câmara de Vereadores de Cuiabá e R$18 mil de verba indenizatória (VI), também ganha R$28 mil pela função de auditor público externo do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), e ainda R$9 mil de VI, que corresponde a 67,32% do subsídio relativo às atividades de controle externo.

O acumulo não é ilegal, contudo, diante da postura do vereador, que apresentou projeto de lei na Câmara, no ano passado, até para tentar impedir que o chefe do Executivo municipal receba férias e 13º, mostra um discurso contraditório, no qual o parlamentar, que pode usufruir de uma vida de “marajá”, tenta impedir que servidores recebam aumento salarial.

Na época, o vereador afirmou que apresentou o projeto para evitar aumento nas contas públicas em R$ 10 milhões. Entretanto, um vereador que não abre mão do altíssimo salário, precisa ir além do discurso demagogo e cortar o próprio rendimento, antes de combater o reajuste do funcionalismo público municipal.

Conforme o Estatuto do Servidor Público de Mato Grosso, em seu artigo 120, o servidor investido em mandato eleito de vereador, havendo compatibilidade de horários, receberá as vantagens de seu cargo, sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo. Contudo, não havendo compatibilidade de horários, será afastado do cargo, sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração.

Foto 1.jpg
 
Muvuca Popular
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!