data
-- Hora Certa:
Deputado chama Moro de “capanga de milícia” por blindar Bolsonaros
13/02/2020 07:40 em Politíca

“Eu não tenho outra coisa a dizer a não ser chamar o ministro da Justiça, que blinda a família Bolsonaro em relação a esses temas, de capanga da milícia, é isso que ele é”, afirmou Glauber Braga.

 

O clima de polarização política nas redes sociais esquentou no fim da tarde desta quarta-feira (12), depois que o deputado Glauber Braga (Psol-RJ) chamou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de “capanga da milícia”. O bate-boca aconteceu durante audiência pública na comissão especial que analisa a volta da prisão após condenação em segunda instância (PEC 199/19), na Câmara Federal.

“Eu não tenho outra coisa a dizer a não ser chamar o ministro da Justiça, que blinda a família Bolsonaro em relação a esses temas, de capanga da milícia, é isso que ele é”, afirmou Braga, depois de cobrar do ministro que parasse de se esquivar sobre o caso de envolvimento do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, no escândalo da rachadinha.

“Mas a verdade, senhor Sergio, é que o senhor é um capanga, capanga da milícia, capanga da família Bolsonaro. Toda vez que é questionado sobre o caso Flávio Bolsonaro, ele diz que essa é uma responsabilidade do Ministério Público do Rio de Janeiro e da polícia do Rio. Mente e trabalha como um blindador da família e consequentemente da milícia, porque nos últimos dias saiu um relatório da Polícia Federal, isentando o senador Flávio Bolsonaro de responsabilidade nas negociações de imóveis no estado do Rio de Janeiro. Dá uma demonstração pública como se não tivesse nada a ver com isso e trabalha junto à polícia federal para blindar o senador e a família bolsonaro”, acusou Braga.

Moro respondeu que Braga não tem fatos, não tem argumentos: “O senhor só tem ofensas. O senhor é um desqualificado para exercer esse cargo. O delegado tem autonomia para decidir, tanto para indiciar ou não indiciar. Isso vai para a Justiça e vai ser apreciado pela Justiça e pelo Ministério Público. Eu não interfiro no trabalho da Polícia Federal”.

“Mentira, mentira”, retrucou Braga, incendiando o clima na audiência. A resposta de Moro deu o mote para os segmentos conservadores darem impulso à hashtag ‘desqualificado’ e atacar Braga. 

“No futuro, quando os historiadores tratarem do período atual do Brasil, Sergio Moro ficará conhecido como o juiz que trocou a carreira no Judiciário para virar o maior protetor do crime organizado abrigado no governo federal”, afirmou o deputado Paulo Pimenta, no Twitter, em solidariedade ao deputado Glauber Braga.

Outro que questionou o ministro durante a audiência foi o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que cobrou de Moro sobre o caso do ex-PM Adriano da Nóbrega, morto pela Polícia Militar em Salvador e que era ligado ao antigo gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio e havia sido deixado de fora da lista dos mais procurados pelo ministro Sergio Moro mesmo sendo foragido há mais de um ano.

Assista: Paulo Teixeira e Glauber Braga questionam Sergio Moro

 

Rede Brasil Atual

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!