data
-- Hora Certa:
Adauto Botelho tem 17 servidores e pacientes infectados com coronavírus
07/04/2020 08:49 em Saúde

Unidade III se tornou epicentro de contaminação comunitária.

Centro Integrado de Assistência Psicossocial Adauto Botelho III (CIAPS) se tornou o epicentro da contaminação de pelo menos 13 servidores e 4 pacientes. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) nesta terça-feira (7). Na quarta-feira (1), o Muvuca Popular publicou uma matéria sobre o risco de contaminação na unidade.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde (Sisma), Oscarlino Alves, os servidores suspeitos de terem contraído o vírus não foram isolados. Pelo menos dois enfermeiros da unidade estavam como casos suspeitos de Covid-19. Contudo, o hospital não liberou os servidores para isolamento social.

“Nós ainda não estamos devidamente equipados e protegidos. Nós não temos um protocolo com esse caso que está acontecendo [no Adauto Botelho], que pode se transformar em um caso de epicentro de contaminação no serviço público. A orientação é frágil, deveria ter mandado para casa todos os trabalhadores do plantão”, ressalta Oscarlino.

Após ter conhecimento sobre os casos suspeitos no Ciaps III, o Adauto Botelho emitiu um documento afirmando que os servidores ficariam em observação durante uma semana, e caso apresentassem algum sintoma, deveriam comunicar a chefia de imediato. Contudo, a unidade de saúde não afastou imediatamente os servidores que tiveram contato com os casos suspeitos.

A medida adotada vai contra as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), que estabeleceu em seu protocolo quarentena e isolamento social de pessoas que tiveram contato com casos confirmados ou suspeitos de Covid-19. O Muvuca Popular publicou uma matéria na última quarta-feira (1), alertando sobre os riscos apresentados pelo hospital (veja aqui).

Na quarta-feira, o presidente da Sisma alertou sobre o risco da unidade se tornar um epicentro de contaminação. Oscarlino ressaltou que a medida adotada pelo Adauto Botelho foi falha e poderia levar à uma contaminação fora de controle.

“Nós não concordamos com o procedimento adotado. Se você tem um caso confirmado de coronavírus de um profissional da saúde, você tem que adotar outras medidas de segurança para proteger esse potencial de contaminação comunitária”, declarou.

Outro lado

Em nota, a SES-MT declarou que, ao contrário da medida adotada semana passada pelo Adauto Botelho, todos as pessoas diagnosticadas ou que mantiveram qualquer tipo de contato com os infectados, estão cumprindo regime de isolamento ou quarentena. A pasta não se pronunciou sobre os casos suspeitos.

Além disso, parte dos casos são sintomáticos leves ou assintomáticos (que não manifestaram sintomas). A SES-MT declarou ainda que as instalações da unidade foram desinfetadas e a equipe técnica faz o acompanhamento e rastreamento individual dos casos.

Muvuca Popular.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!